Profissionais de Beleza

Gestão de salão de beleza: saiba como acertar

Investir na gestão de salão de beleza é fundamental para que seu negócio seja rentável e se destaque entre a forte concorrência. Leia o artigo e entenda!

gestao de salao de beleza
Por Renata Tarrio em 25 de outubro de 2022

O mercado de beleza está, há anos, com forte tendência de crescimento no Brasil. Atualmente, ocupamos o 4º lugar no ranking mundial de mercados de beleza e bem-estar, e isso significa um cenário extremamente propício para quem quer abrir um empreendimento no setor.

No entanto, é importante se lembrar de outras estatísticas, não tão positivas: uma a cada cinco empresas fecham as portas no país antes de completar o primeiro ano de atividade. Para não fazer parte disso, é fundamental se dedicar à gestão.

Leia este artigo para conferir dicas importantes de como acertar na gestão de salão de beleza e alcançar o sucesso!

Entenda a importância de se dedicar à gestão de salão de beleza

A gestão eficaz de um negócio é fundamental para que ele vá para frente, em todos os setores, e não é diferente no mercado de beleza. Em um cenário altamente competitivo e dinâmico, se dedicar à gestão é muito importante para garantir a satisfação do cliente, a eficácia das operações e a rentabilidade do negócio, fatores imprescindíveis para o sucesso.

Confira 10 dicas para acertar na gestão de salão de beleza

Agora que você já aprendeu a importância da gestão de salão de beleza, confira dicas para acertar nessa função:

1. Controle financeiro

A gestão financeira é fundamental para garantir a viabilidade econômica de um negócio. Isso significa ter controle de tudo o que entra e sai do caixa e se planejar muito bem de como e quando investir em determinada área da empresa. Para acertar no controle financeiro, é preciso seguir os seguintes passos:

1. Liste todas as despesas fixas e variáveis

Isso pode envolver aluguel, utilidades, profissionais e folha de pagamento, seguros, compras de produtos, renovação de equipamentos, limpeza, treinamentos e aulas, pagamentos de empréstimos, impostos e quaisquer outras despesas. Se é gasto, precisa estar na lista.

2. Faça uma estimativa da renda mensal

O faturamento de um negócio não é fixo todos os meses, afinal são diversos os motivos que podem causar variações, que vão desde sazonalidade até eventos inesperados. Mesmo assim, é importantíssimo ter uma previsão. Para isso, o ideal é anotar o faturamento todos os meses e tirar uma média dos últimos 12, para ter sempre uma ideia do quanto vai entrar de dinheiro. Nunca fique no escuro!

3. Mantenha a checagem de contas em dia

A planilha de fluxo de caixa, que registra todas as entradas e saídas de dinheiro, deve estar sempre atualizada e ser acompanhada de perto, para que se consiga perceber rápido se algum problema estiver acontecendo.

4. Reveja as estratégias

Com base em todas as informações que você obtiver a partir dos passos anteriores, esteja sempre disposto a reformular suas estratégias para pensar em quais pontos é possível economizar e lucrar mais.

2. Gestão de estoque

O dia a dia de um salão de beleza depende dos mais diversos tipos de insumos e produtos e a gestão de estoque é muito importante para evitar tanto a escassez quanto o desperdício. Imagine a insatisfação gerada em um cliente que marcou um procedimento e se deparou com a falta de um ou mais produtos necessários? Da mesma forma, comprar em excesso e acabar deixando insumos passarem do prazo de validade vai acarretar em prejuízo. 

Para evitar esse tipo de problema, o controle de tudo o que entra e sai do estoque deve ser rigoroso, e as compras devem ser realizadas de acordo com a demanda — o que demanda revisão e atenção constantes.

3. Administração da agenda

O gerenciamento da agenda de marcações é extremamente importante para um salão de beleza. Tem alguma coisa mais frustrante do que esperar horas e horas por um serviço? Normalmente, quando há uma experiência negativa envolvendo marcações, o cliente tende a não retornar ao estabelecimento.

Além disso, o serviço de agenda do salão de beleza também pode se tornar um diferencial do seu negócio e ajudar os clientes esquecidos. Lembrá-los com uma antecedência razoável – em torno de 24h – do serviço, além de confirmar sua presença, ajuda tanto o salão (que, por exemplo, pode fazer um encaixe),  quanto os próprios consumidores (que ficarão agradecidos pela lembrança).

Atualmente, a melhor forma de gerir as marcações é de maneira automatizada, com auxílio de plataformas e aplicativos criados para esse fim.

4. Gerenciamento de profissionais

Manter uma equipe satisfeita e produtiva interfere de maneira direta no alcance de melhores resultados, e essa também é uma tarefa da gestão de salão de beleza.

Para manter os profissionais satisfeitos, garantir a qualidade do trabalho realizado no salão e construir um time de alto desempenho, é importante:

1. Alinhar bem a comunicação

Quanto maior a equipe de um negócio, mais alinhada deve estar a comunicação para que os processos sejam respeitados e os objetivos sejam cumpridos. Deixe sempre claras para todos os profissionais as regras do estabelecimento e os direitos e deveres de cada um.

2. Criar uma cultura de feedbacks construtivos

O ritual do feedback construtivo é muito importante na gestão de salão de beleza para buscar a melhoria contínua dos profissionais, seja no atendimento ou na execução dos serviços. Lembre-se sempre de que eles é que estão mais próximos dos clientes no dia a dia e, portanto, precisam atuar com excelência para que seu negócio gere impressões positivas. 

3. Invista na sua liderança

Não abra mão, também, de buscar a melhoria contínua na sua própria forma de liderar. Para isso, esteja sempre antenado às boas práticas e não deixe de participar de eventos e cursos para gestores da área de beleza. Manter-se sempre atualizado às necessidades do mercado e atuar como um líder inspirador faz muita diferença para a equipe e para o sucesso do negócio.

Além desses pontos, entenda tudo o que diz a Lei Salão-Parceiro, norma nacional voltada à gestão do salão de beleza com seus colaboradores. Ela vem assegurar os direitos do contratante e do trabalhador quando não há vínculo empregatício. 

Sendo assim, não há necessidade de assinar carteira de trabalho ou pagar valores relativos à Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). Por isso mesmo, a lei estabelece regras para proteger tanto o negócio, quanto o profissional.

5. Conhecimento do público

O público que busca por salões de beleza é o mais variado possível, contemplando todas as idades, classes e gêneros — afinal, são diversos os tipos de serviços e necessidades que podem ser atendidas nesses estabelecimentos. 

No entanto, eleger um público-alvo para investir mais esforços e planejamento faz muita diferença nos resultados. Quando você conhece bem o seu público majoritário, consegue realizar campanhas de marketing melhor direcionadas, se especializar nos serviços mais buscados por eles e aumentar a rentabilidade. 

É muito comum que gestores de salões de beleza tenham receio em relação a essa delimitação de público, porque fica a impressão de que isso restringirá as possibilidades, mas é um engano. Na verdade, o resultado é o oposto. Entenda bem o seu público e o que faz diferença para ele e, a partir disso, tome decisões cada vez mais estratégicas para o seu negócio.

6. Parcerias

A busca de parcerias é bem interessante para o mercado da beleza porque assim, além de oferecer uma maior amplitude de serviços para seus clientes, a troca de parceiros traz mais visibilidade para o estabelecimento. 

7. Foco no cliente

A experiência do cliente é fator determinante para a sua fidelidade ao salão de beleza. Desde o atendimento na recepção até o serviço prestado, tudo deverá ser realizado com excelência. Ser educado, cortês, oferecer um agrado (café, água, etc) são atitudes que fazem toda a diferença.

É importante também que haja um canal de feedback dos clientes, para que se sintam ouvidos e parte da empresa. Além disso, a equipe colaboradora deve estar sempre atenta às necessidades de cada consumidor. 

O ambiente também é determinante na experiência do cliente. A gestão do salão de beleza deve cuidar para que o espaço esteja sempre limpo, as conversas entre os funcionários devem acontecer em tons agradáveis. Além disso, os móveis devem ser confortáveis, a decoração deve ser atrativa e os elementos devem ser convidativos.

Por fim, é fundamental que seus equipamentos estejam em bom estado, que os produtos sejam suficientes, que os profissionais sejam treinados para mostrar domínio das técnicas e passar segurança.

8. Precificação correta

Na hora de colocar preço nos produtos ou serviços, qual o parâmetro usar? Qual o valor que vai me gerar lucro? O que levar em consideração? Essas perguntas relacionadas à precificação são bastante frequentes na gestão de salão de beleza.

Logicamente, na hora de se estabelecer um preço é necessário um estudo de cada produto ou serviço individualmente. O arbitramento de preços sem qualquer parâmetro ou planejamento pode trazer sérios prejuízos à sua empresa.

Na hora de escolher o valor dos serviços, leve em conta fatores como condições de pagamento, aceitação do produto no mercado, valores por volume de vendas, público-alvo, margem de lucro, concorrência, geografia, exclusividade. Tudo isso deve ser analisado antes de se fixar um valor.

Por exemplo, é natural que um mesmo serviço seja mais caro em uma região nobre da cidade do que em uma área mais popular. Mas isso, junto aos custos, esse não deve ser o único critério determinante. Se um salão passa credibilidade, se tem muitas avaliações positivas, poderá cobrar mais pelos atendimentos.

Por fim, fique atento: os preços dos serviços e/ou produtos têm que ser lucrativos e não somente cobrir as despesas ordinárias da empresa!

9. Investimento em marketing

As estratégias de marketing são fundamentais para que o seu salão seja conhecido e atraia os clientes certos. Atualmente, as possibilidades de divulgação se tornaram mais amplas, com a expansão das mídias sociais e a democratização da criação de sites e blogs. 

Estamos em 2024 e quem não está na internet não existe. Portanto, não abra mão de estratégias de marketing digital. Invista nas plataformas e na comunicação correta para dar visibilidade ao seu negócio e, se for possível, contrate profissionais especializados para fornecer orientações e gerenciar as ações. 

10. Diferencial

Por fim, para se destacar em um mercado tão competitivo, faz parte das estratégias de gestão de salão de beleza buscar o diferencial do seu negócio. O diferencial é aquilo que fará com que os clientes optem pelo seu salão ao invés de outro e, por isso, é muito importante explorá-lo, seja ele qual for: o atendimento, uma especialidade ou mesmo a atualização constante em relação às tendências. 

Anotou todas as dicas? Saiba que, para cumprir grande parte delas, a participação em eventos do mercado da beleza é fundamental. Essas são oportunidades inestimáveis de se inspirar em outros negócios da área, conhecer profissionais, firmar parceiras, se atualizar das tendências e adquirir conhecimento. 

Fique sempre de olho na página de cursos e congressos da Beauty Fair para não perder nada!